Educação por Princípios

O que é?

A respeito da Educação Por Princípios, os primeiros conceitos se encontram no documento História Cristã da Constituição dos EUA (1960), de Verna Hall. Em 1965, Rosalie Slater publicou Ensinando e Aprendendo a História Cristã Americana (T&L), em que enfatiza a importância do estudo bíblico na escola, segundo o Principle Approach (Principal Conteúdo). Após a criação da F.A.C.E – Fundação para a Educação Cristã Americana – a Educação por Princípios cresceu e se difundiu. Atualmente, um dos estudiosos mais aplicados é Paul Jehle, que foi instrutor de Cida Mattar, responsável pela introdução do sistema de ensino por princípios no Brasil, em 1988.

História:

A primeira escola por princípios no Brasil foi o Colégio Cristão de Belo Horizonte. Atualmente, as escolas por princípios de vários estados do país estão vinculadas à AECEP – Associação de Escolas Cristãs de Educação Por Princípios – da qual, o Colégio Shalom também faz parte. A AECEP dá todo apoio e orientação às escolas vinculadas, de modo que se ministre um ensino de qualidade. A Educação por Princípios é, portanto, um ensino consolidado e fundamentado que oferece uma formação integral, preocupando-se não somente com o conhecimento acadêmico, mas com a formação de caráter de seus alunos.

7 princípios

Administração – Trabalhar esse conceito visa a que o aluno aprenda a administrar sua vida, a fim de que seja organizado com seu tempo, com suas tarefas, consigo mesmo e com seus bens materiais. A partir disso, o aluno tende a melhorar e avançar no seu desenvolvimento tornando-se cada vez mais apto para gerir sua própria vida.

 

Caráter – A formação do caráter em um indivíduo é muito importante, pois dela depende o seu sucesso no futuro. No contexto escolar, o objetivo é que nas atividades diárias, o aluno seja estimulado a ser firme e a ter coerência em suas atitudes, contribuindo para seu desenvolvimento como indivíduo comprometido e de caráter exemplar.

 

Semear e colher – Para toda ação existe uma reação. Com base nisso, o aluno deve compreender, ao estudar o princípio de semear e colher, que suas atitudes têm conseqüências, as quais podem ser agradáveis ou não, conforme àquilo que se plantou. O aluno é, então, incentivado a tomar atitudes positivas em seus relacionamentos e atividades em gerais, a fim de que tenha em retorno as mesmas atitudes positivas.

 

Autoridade – O aluno é incentivado a respeitar e reconhecer as autoridades sobre sua vida, como pais, professores, diretores, governantes de sua sociedade e, inclusive, a reconhecer à autoridade de Deus, que é a Autoridade acima de todas.

 

Individualidade – Ao se trabalhar esse princípio, o objetivo é que o grupo (classe de alunos) compreenda e respeite as características particulares de cada indivíduo. Dessa forma, promove-se o bom convívio e evita-se o preconceito entre os alunos.

 

Autogoverno – O indivíduo que consegue dominar suas emoções diante de uma circunstância de conflito consegue se sair melhor do que aquele que não consegue. Trabalhar o auto-governo é imprescindível em se tratando de convívio social. A partir desse princípio, os alunos são estimulados a pensarem antes de agir e fazer escolhas precipitadas, evitando, dessa forma, intrigas e conflitos com seus colegas de classe.

 

União – Juntamente com o princípio de individualidade, o princípio da união visa à harmonia entre os alunos e escola. O objetivo é que o aluno compreenda que não é necessário um grupo homogêneo (todos iguais) para que haja harmonia entre seus integrantes. Pelo contrário, as diferenças tendem a acrescentar à riqueza do grupo. Pela compreensão disso, os alunos passam a respeitar uns aos outros e a trabalhar juntos.

É importante ressaltar que esses princípios não são concernentes apenas à educação, pelo contrário, são princípios para a vida. Como a Educação do Colégio Shalom visa à formação integral, ou seja, para a família, para a escola e para a sociedade como um todo, nada mais adequado que se trabalhar Educação por Princípios.

4 passos

O sistema educacional baseado na educação por princípios integraliza filosofia (o porquê), currículo (o quê) e metodologia (o como).
O processo de ensino e aprendizagem envolve:

  • Pesquisa, raciocínio, relacionamento, registro/ aplicação, para promover o raciocínio e a expansão do entendimento;
  • Caderno de Anotações como instrumento para registro e domínio da aprendizagem pessoal;
  • Abordagem tutorial que identifica o estilo de aprendizagem de cada aluno;
  • Princípios de caráter cristão permeiam todo o processo de ensino e aprendizagem;
  • Perspectiva providencial da História;
  • Participação integrada da família.

Com base nesses diferenciais, o Colégio Shalom visa a preparar o estudante de hoje para o mundo de hoje. O essencial é sermos capazes de compreender, em profundidade, os valores eternos que não sofrerão modificação nos próximos 50 anos ou 50 séculos. Valores que governam nossa instituição e que deverão, também, governar nossas vidas.